Até mais e obrigada pelos peixes

Oi pessoas!
Aqui é a Rebeca Puig, Editora-Chefe do Collant (Sem Decote).

Venho aqui para conversar com vocês sobre um assunto que talvez pareça negativo, mas esperamos que, ao final do texto, vejam como algo positivo.

Ao longo dos quase quatro anos que mantenho o Collant, fechar o blog passou pela minha cabeça muitas vezes por um milhão de razões. Esse pensamento vinha sempre como consequência de algum evento negativo, da sensação de exaustão e também porque ninguém é de ferro.

O Collant representa muito para mim, assim como eu sei que representa algo para as nossas leitoras também. Eu não consigo mensurar o quão grata eu sou por ter conseguido erguer uma base de leitores tão incríveis como as que nos acompanham. A comunidade em torno do site sempre foi positiva e sempre abraçou os pontos altos e baixos pelos quais passamos ao longo desses anos. Toda vez que recebemos um comentário carinhoso, um depoimento de como ajudamos de alguma forma… Tudo isso sempre nos deu força para continuarmos por mais um tempo. É incrivelmente reconfortante ver o nosso trabalho ser reconhecido por quem importa – vocês. Por isso é importante para mim que vocês saibam:

Nós vamos fechar o Collant (Sem Decote).

Talvez alguns meses atrás eu escrevesse este texto cheio de ressentimentos e pensamentos negativos, mas hoje eu posso escrevê-lo com a tranquilidade. Eu sei que fechamos um ciclo em um ponto positivo, não para nos livrarmos de um fardo, mas para darmos um passo além. O Collant nasceu como um projeto pessoal meu, foi ao longo dos anos ganhando colaboradoras até que a Clarice França topou dividir a Editoria do blog comigo. Ao longo dos últimos meses, no entanto, nós duas conversamos e sentimos a necessidade de começar algo novo, criado por ambas, e que nos ajude não só a continuar e expandir o trabalho de crítica de cultura pop, mas que nos impulsione a produzir cultura pop nós mesmas.

Nosso novo projeto vai chegar junto com 2018, dia 10 de janeiro. Vamos manter as redes sociais do Collant, apenas apagando o conteúdo que está aqui para preenche-lo com o que criaremos para o novo projeto, mudando também a nossa @ para o nome do projeto. Esperamos que vocês continuem conosco, mas também entendemos se decidirem não o fazer.

O conteúdo do Collant permanecerá no ar por tempo indeterminado, migrando apenas alguns dos posts para o novo projeto. Ou seja, não se preocupe, nossos textos estarão lá sempre que você precisar.

Gostaríamos de agradecer aos nossos sites parceiros, Preta Nerd & Burning Hell, Momentum Saga, Nó de Oito, Séries por Elas, Valkírias, Delírium Nerd e Prosa Livre por todo o apoio ao longo desses anos. Continuamos juntos. ?

Por fim, queremos agradecer imensamente às nossas leitoras e leitores que por tantos anos nos acompanharam e nos apoiaram. Não conseguiríamos sem vocês. Obrigada! ❤

O Collant Vai Passar Por Algumas Mudanças.

Não precisa entrar em crise, nós não vamos mudar tanto assim! ?

Este ano o Collant fez três anos de existência e, ao longo desses três anos, nós aprendemos muito sobre cultura pop, discussão, feminismo, representação e sentimos cada vez mais forte que todas as discussões que a gente tenta levantar por aqui são extremamente importantes. Cultura Pop não existe dentro de uma bolha e nem a nossa sociedade vive dentro de uma bolha de proteção contra influências culturais.

Nos temos a melhor comunidade de apoiadores que eu conheço – bem mamãe coruja, eu sei. Mas não tem nada que me deixa mais feliz do que ver o apoio que a gente recebe das nossas leitoras, por isso eu queria muito que vocês estivessem cientes das mudanças pelas quais nós vamos passar.

Mudança (Adaptação) do Nome

O Collant Sem Decote vai passar a se chamar apenas Collant. Muitas de nós, e muitas de vocês, nossas leitoras, já nos chamam apenas pelo primeiro nome. Essa mudança vem, não só porque realmente aconteceu uma melhora nos uniformes das super-heroínas nos últimos anos, mas porque sentíamos que o título do site acabava centralizando ele muito em quadrinhos americanos, quando nós tentamos falar de todos os meios da cultura pop. Além disso, acreditamos que um nome mais curto vai ajudar a alcançar além da nossa bolha de comunicação. Nós temos uma comunidade maravilhosa ao redor do site e nós amamos isso, mas queremos que as discussões que levantamos aqui chegue também até quem normalmente não procuraria um site como o nosso.

Publicidades

Quando eu comecei o blog, ele era apenas isso, um blog que eu abri para falar sobre cultura pop. Com o passar dos anos nós fomos acumulando colaboradoras incríveis, ganhamos mais uma editora e tentamos cada vez mais trazer textos com conteúdo que interessem ao nosso público. Isso tudo, no entanto, é trabalho. Se no começo eu via o Collant como um hobby, a medida que ele foi crescendo, nós fomos precisando dedicar mais tempo a ele. Nós passamos a ser conhecidas como referência dentro dessa discussão e ele foi se tornando um trabalho. Hoje, eu sento na frente do computador todos os dias, por pelo menos 3 horas, para organizar assuntos relacionados ao Collant. São e-mails, publicações, pedidos, convites, textos e alguns levam dias de pesquisa para serem levantados.

Eu vejo o Collant como parte da minha vida profissional. Eu quero poder oferecer as diversas mulheres que escrevem com a gente algo em troca do tempo de trabalho que elas dispõe para as publicações que vocês leem todos os meses. Por isso nós decidimos procurar ativamente por parceiros publicitários, parceiros que serão selecionados a dedo pela nossa equipe, apenas aqueles que reflitam ou não firam os ideais nos quais acreditamos. Não existe a inocente visão de que logo de cara vamos conseguir cobrir todos os custos de produção do Collant, hospedagem por si só já é algo custoso, mas esperamos que no futuro nós possamos pagar por cada texto que for lido por vocês por aqui. Se grandes sites de Cultura Pop podem pagar pelo trabalho de seus escritores, porque nós não poderíamos?

Muitos de vocês devem estar preocupados em como isso vai afetar a nossa Linha Editorial. Eu vou responder.

Linha Editorial 

A nossa linha editorial não vai ser afetada. A expectativa é que nós ganhemoss. em liberdade. O Collant possui um perfil confrontativo, de falar quando algum problema existe, de exigir respostas e de querer que a Cultura Pop como um todo seja algo positivo e acolhedor – e nada disso vai mudar. Todos os nossos parceiros, que vão passar pelo nosso crivo, vão saber de antemão que as opiniões que nós dermos serão as nossas opiniões honestas. Nós não vamos deixar de criticar quando a crítica for necessária, não vamos deixar de problematizar quando for necessário. As empresas que toparem entrar com a gente nessa nova fase do Collant vão ser aquelas que estiverem de acordo com a nossa parceria e a nossa linha editorial.

Todos os posts que por ventura vierem a ser publiposts, serão devidamente marcados como publipost. Nós já fazemos algo semelhante quando recebemos livros e quadrinhos para resenha, deixando claro que aquele material foi fornecido pela editora.

Mas e essa liberdade que eu falei lá em cima? Bom. Nós somos principalmente mulheres falando sobre representação, mas nem todas nós queremos falar só sobre isso, e mulheres devem ter espaço para falar sobre tudo o que quiserem. Por isso nós vamos abrir a linha editorial no sentido de incentivar mais posts que sejam sobre qualquer assunto dentro da cultura pop, não só aqueles que com certeza trazem o peso da representação. Nossa intenção aqui é dar mais liberdade para todas as mulheres que escrevem no Collant, e também incentivar o mercado a ler mais mulheres escrevendo sobre diversos assuntos.

A nossa política de comentários vai continuar igual, bloqueando discurso de ódio e promovendo uma discussão saudável. Nisso, nada vai mudar.

Concluíndo

O Collant cresceu bastante nos últimos três anos, e queremos continuar crescendo nos próximos três. Para isso nós sentimos que precisávamos fazer algumas mudanças, e queríamos que as nossas leitoras fizessem parte dessa nova fase junto com a gente. Se tem uma coisa da qual nós temos orgulho por aqui, é da comunidade que se formou em torno do blog, por isso nós só temos a agradecer a vocês. Esperamos poder alcançar ainda mais pessoas, e tornar a discussão que achamos tão importante, ainda maior.

Por enquanto todos os nossos contatos continuam iguais, inclusive os e-mails, então se precisarem falar conosco é só utilizar os meios já tradicionais!

Obrigada!
Até Mais! ?

Review com Spoilers! – Aliens (1986)

A quadrilogia Alien tem como protagonista uma das personagens femininas de ação e sci-fi mais complexas que o cinema viu até hoje! Ellen Ripley virou referência de construção de personagem e inspiração para muitas mulheres.
A Rebeca assistiu Aliens, o segundo filme da série, e fez um review pensando na representação feminina e no desenvolvimento dessa personagem!

Não esquece de assinar o nosso Canal! \o/

https://www.youtube.com/watch?v=UOonEv-WJus

Review em CINCO Minutos – Conan, o Bárbaro (1982)

Na *edição nostálgica* do Review em Cinco Minutos, volte conosco para 1982 e assista a Renata Alvetti falar sobre Conan, O Bárbaro e sobre porque ela gosta tanto do filme – e porque ela acha que o Arnold é o principal problema dele.

https://www.youtube.com/watch?v=DOusnAy3D7E

Assine o nosso canal! o/

Não esquece de nos acompanhar no Twitter e no Facebook.
https://twitter.com/colantsemdecote
https://www.facebook.com/pages/Collant-Sem-Decote

Collant no Youtube! – Review em CINCO Minutos de Jurassic World: O Mundo dos Dinossauros!

No Review em CINCO Minutos, a gente vai sempre falar sobre um filme, quadrinho, uma série ou qualquer outra coisa legal – mas sempre bem rapidinho. 😉

O primeiro Review em CINCO Minutos fala sobre Jurassic World: O Mundo Perdido, filme que acabou de estrear e que você pode assistir em praticamente todos os cinemas do Brasil – se ainda quiser vê-lo depois desse review! XD

Pela primeira vez na vida, a Rebeca conseguiu fazer um review sem (muitos) spoilers.

https://www.youtube.com/watch?v=tecd0S46l0E

Não esqueça de assinar o nosso canal! o/

Collant no YouTube! – Ser Nerd Na Semana Passada S01E01

Estréia atrasadinha, mas ainda é estréia!
Demos uma sacudida nos vídeos do Collant e a primeira novidade é o Ser Nerd Na Semana Passada, onde falamos sobre o TOP 5 de coisas que aconteceram bom, na semana anterior! Spoiler: Não conseguimos fechar um TOP 5, então ficou TOP 7!

Nesse primeiro programa temos Trailer de O Bom Dinossauro, pôster duvidoso do AKA Jessica Jones, as declarações de George RR Martin, mini-polêmica de Jurassic Park e, OBVIO, o trailer de Suffragette!

https://youtu.be/TnMYS4NYIVo?list=PLdtQ7s_bzHMXH35cMRnAnwRgH07Uynurs

Não esqueçam de assinar o canal e seguir a gente no Twitter, Instagram e Facebook! o/

Review: Sense8 S01E01 – Limbic Resonance

Tomei uma decisão “polêmica” para os nossos tempos: não assistir todos os episódios de Sense8 de uma só vez, o famoso binge-watching.

Não tem nada a ver com os riscos que essa modalidade de entretenimento pode causar à nossa saúde, é apenas uma opção para tentar fazer durar um pouco mais a diversão. Assisti Daredevil em dois dias e até agora estou tentando lidar com a informação. Mas também não vou bancar a masoquista e assistir um por semana, ou seja, todo dia tem resenha nova de um episódio de Sense8 aqui no Collant. 🙂

netflix-s-sense8-trailer-promises-elaborate-thrills-and-mind-blowing-ideas-from-the-wachow-396954

Criada pelos Wachawskis (Matrix, Jupter Ascending e Cloud Atlas) em parceira com J. Michael Srtaczynski (Thor, World War Z e Babylon 5), Sense 8 segue a história de um grupo de pessoas que repentinamente são conectados uns aos outros e precisam achar uma maneira de sobreviver enquanto são caçados por aqueles que os vem como uma ameaça à ordem mundial. Dramático.

Uma das coisas mais interessantes logo de cara no piloto, é notar que desde a abertura a gente já sabe que a série vai ter um olhar diferente. As imagens são documentais, não é uma abertura genérica nem um grande evento artístico – é quase NatGeo. Nós somos espectadores dessas vidas assim como assistimos os leões e as hienas. A abertura também deixa bem evidente logo de cara que a série vai tratar de assuntos que ainda são considerados polêmicos, e que seu elenco vai ter uma pluralidade étnica bem grande – note os nomes dos atores. Quando foi a última vez que você viu tão poucos “Jhons” e “Janes”? São latinos, asiáticos, africanos, europeus e norte-americanos.

O grande forte de Sense8 é o modo como ele apresenta o seu tema, a fluidez de gênero e identidade mostrada através da ficção científica, algo que os Wachawski já haviam abordado em Claud Atlas. E todo tipo de identidade de gênero, sexualidade, etnia e classe são mostradas sem pré-conceitos. Na verdade, a série força uma desconstrução do olhar – a informação de que Nomi é uma mulher trans só chega até você depois que ela já foi estabelecida como uma mulher lésbica – isso força ao expectador mais conservador a reavaliar o seu olhar sobre o que é ser mulher. Acho que essa é uma das principais vitórias do piloto.

sense_s1_021_h_2040.0
Já apaixonei pelo casal Nomi + Amanita <3
Eu AMEI ver a Darryl Hannah diva eterna Uma Sereia em Minha Vida fazendo uma participação. <3
Eu AMEI ver a Darryl Hannah diva eterna Uma Sereia em Minha Vida fazendo uma participação. <3

Desprendido da formula tradicional de primeiros episódios – ou de episódios normais, mas que são divididos por comerciais – o piloto se concentra em apresentar todos os oito personagens, sem se estender muito na construção da ação que vai unir todos os protagonistas. Dá-se mais importância à construção de suspense do que à história em si.

Mas nem tudo são flores. O diálogo em Sense8 é sofrível, bate cartão em todos os clichês e lembra muito novelas de televisão, onde é necessário repetir a informação em imagem, diálogo e depois reafirmá-la. O tema dentro dos diálogos são interessantes, a falha está na execução. A necessidade de dizer todos os sentimentos e narrar acontecimentos que já são mostrados em flashback tira qualquer possibilidade de subtexto, porque já está tudo muito na cara. Talvez seja uma artimanha dos roteiristas para dar conta de apresentar oito personagens em uma hora. Mas tenho minhas dúvidas.

Sense8_MEX_01_00552_R_B

Assisti Júpiter Ascending faz pouco tempo e o filme também tem esses diálogos clichês e sem subtextos. Rola um clima novelão tanto no filme quanto na série, e pela referência a Twin Peaks na abertura de Sense8 talvez seja essa intenção, mas não fica evidente o suficiente, o que me leva a crer que é só falta de qualidade mesmo. Talvez por um preconceito meu, quando vemos Lito pela primeira vez eu tive dificuldades em saber se aquilo era uma cena sendo encenada dentro da série ou parte da trama principal.

De maneira geral o piloto de Sense8 foi interessante, fugindo dos padrões da TV norte-americana, e se permitindo deixar a história de lado para dar mais espaço aos personagens e à construção do mistério. Vamos ver como o diálogo vai continuar no decorrer da série, e se vai continuar me atrapalhando a mergulhar de vez no mundo criado pelos Wachowskis.

Collant no Youtube – Os trailers nerds da semana passada.

A semana passada foi um bafafá bem grande por conta dos trailers que foram lançados. Teve o spin-off de Arrow/The Flash, teve Supergirl, teve Lúcifer – e teve mais coisa também. Então a gente resolveu fazer vídeos discutindo o que estamos esperando – ou não – desses próximos lançamentos.

Como a discussão sobre Supergirl foi super delicada, dedicamos um vídeo unicamente para ir a fundo no que tanta gente odeia e tanta gente ama no trailer!

https://www.youtube.com/watch?v=gAr_GO9BryQ

https://youtu.be/9EFr95Czvus

Não esqueçam de assinar o nosso canal! 😉

Collant no Youtube: Review de Vingadores: Era de Ultron!

Ah, como a gente adora falar da Marvel.

No segundo (terceiro e quarto) vídeo do Collant, a Renata Alvetti e a Rebeca Puig (eu!) retornam para falar exatamente Vingadores: Era de Ultron, esse filme que tanto deu – e ainda está dando – o que falar. Tanta coisa que dividimos a discussão em três vídeos! Nesta primeira parte fazemos um apanhado geral do filme, centrando em alguns pontos soltos do roteiro e nas coisas que gostamos.

Parte 1

https://youtu.be/NTaMmnbFick

Parte 2

http://www.youtube.com/watch?v=rlTNBV4hEXs

Parte 3

https://youtu.be/hYfq9QwBBZ0

 

Não esqueçam de assinar o nosso canal! o/